Saúde Financeira: Entenda o que é “FoMO” e como isso impacta você diretamente.

Saúde Financeira Entenda o que é “FoMO” e como isso impacta você diretamente

Saúde Financeira: Entenda o que é “FoMO” e como isso impacta você diretamente.

FoMO (Fear of Missing Out)

Fear of Missing Out afeta a sua saúde financeira e mental. É uma expressão que pode ser traduzida como Medo de Perder Algo, Medo de Estar Perdendo Algo ou ainda Medo de Ficar de Fora.

O termo foi criado em 2004 pelo autor Patrick J. McGinnis ao publicar um artigo sobre o tema na revista da Havard Business School (http://www.harbus.org/2004/social-theory-at-hbs-2749/).

É um pensamento, ou sentimento, que nos leva a estar cada vez mais conectados com outras pessoas, querendo saber o que estão fazendo, ou ainda, imaginando qual será a próxima sensação do momento. É um pensamento que acaba gerando uma necessidade de querer saber de tudo o tempo todo e pode ser extremamente danoso à saúde.

Isso porque nos permitimos (inconscientemente) a acreditar que os outros estão tendo experiências melhores que nós, que nos arrependeremos se deixarmos de fazer algo ou que seremos deixados de lado. O que leva pessoas a ficarem preocupadas com o que está acontecendo ao seu redor para que não percam uma possível oportunidade.

Oportunidade de que? Não sei, nem elas sabem.

Oportunidade!! Me veio a mente agora que oportunidade pode ser uma palavra com forte influência em nossa mente, apesar de genérica. É comum ver em propagandas, ouvir de amigos ou lojistas a frase: “- Você vai ficar de fora dessa oportunidade?“.

banner ebook introdução ao tesouro direto

As mídias sociais são um belo exemplo de como esse sentimento funciona.

Quantas vezes ao dia você acessa o seu Facebook ou seu Instagram? Dessas vezes, quantas você extraiu algo realmente útil e quantas vezes ficou apenas olhando o que estava acontecendo nesse mundo paralelo?

Vamos um pouco além?! Basta seu smartphone fazer um barulho para você querer saber o que está acontecendo, não é verdade???

Para potencializar esse hábito de olhar o celular, é possível ativar notificações para que você seja informado a cada atualização de notícias.

E tudo isso seria apenas mais uma informação se não fosse tão prejudicial.

Acredite, cada vez mais somos influenciados por esse sentimento, FoMO, e provavelmente você não tem controle sobre isso. ATÉ AGORA!

Saúde financeira: FoMO e a tomada de decisão sobre suas finanças

A forma como as empresas estão fazendo marketing mudou. Hoje em dia, é mais fácil saber como as pessoas estão consumindo produtos, em que momento e os motivos. Principalmente com a facilidade que a internet proporciona.

Você já fez alguma compra em uma loja pela internet e algum tempo depois recebeu alguma sugestão de produtos parecidos ou relacionados com a sua compra?

E-mails com títulos “Talvez isso te interesse”, “Faz tempo que você comprou pela última vez, que tal dar uma olhada em nossos novos produtos?” ou “Últimas horas da promoção mais aguardada do ano.”

Provavelmente você deve receber esses e-mails diariamente, eles te encorajam a comprar e são péssimos para sua saúde financeira.

Cada vez mais o uso de gatilhos mentais são usados para unir a vontade de consumo e o ato de compra em nós. E como o seres humanos, somos muito criativos, acabamos inventando desculpas ou necessidades para comprar mais.

Para você ter noção do quanto o FoMO tem influência sobre nossa carteira, vamos citar situações da moda. Como exemplo, celulares.

Quem não possui um smartphone? Tem gente que até possui mais de um.

Todos os anos as grandes empresas lançam “novos” modelos e TODOS os anos as diferenças entre o novo modelo e o anterior são mínimas. Uma diferença no design, na variação de cores ou em alguma funcionalidade.

Apesar disso, você já deve ter visto alguma matéria sobre os lançamentos da Apple, por exemplo. Pessoas dormindo na fila para poderem comprar esses “novos” aparelhos.

Já mencionei em outros textos, não vejo problema em estar na moda.

O problema está em gastar mais do que ganha e ter um padrão de vida maior do que sua renda permite, comprometendo sua saúde financeira.

FoMO e a tomada de decisão em investimentos

O economista Eugene Fama cunho o termo “hipótese dos mercados eficientes”, em que uma das premissas está relacionada aos preços das ações serem negociados ao seu valor justo e que investidores são racionais. Acontece que não…

Valor justo para algo é genérico e a Economia Comportamental vem ganhando cada vez mais força ao comprovar através de heurísticas e vieses que não somos tão racionais quanto imaginamos (mais sobre isso em um momento futuro).

O medo de perder uma oportunidade de fazer dinheiro pode fazer você tomar decisões precipitadas e acabar investindo com a manada. Sabe o efeito manada? Aquele em começa com uma pessoa correndo e logo em seguida várias pessoas começam a correr mesmo sem saber o porquê?!

Como exemplo, podemos citar a recente explosão do bitcoin.

Muitos começaram a comprar a moeda digital com a esperança de ganhar dinheiro, mesmo não tendo a ideia como essa moeda funcionava ou se de fato poderia ser usada para alguma coisa.

Apenas pelo fato de existirem pessoas que ficaram milionárias com o bitcoin. Ao se deixar levar pelo FoMOvocê pode perder o “timing” da operação, comprar e vender no momento errado, apenas porque outras pessoas estão fazendo.

Não bastasse o FoMO, a ele podemos somar vieses que a Economia Comportamental nos apresenta, como excesso de confiança, ancoragem, armadilha da confirmação etc.

Consequências desse sentimento

O mau gerenciamento dessas emoções pode levar à mudança de humor e estado de uma pessoa. Ansiedade e estresse são alguns exemplos.

Baixa produtividade no trabalho também é uma consequência. 

Nos investimentos, o FoMO pode te levar a tomar decisões erradas sobre uma oportunidade, por isso, é extremamente importante, possuir e seguir uma estratégia bem definida ao investir.

Acredite, FoMO pode levar a liberação de diversos hormônios em nosso corpo.

Como dar a volta por cima?

Acredito sim que é possível tornarmos menos influenciáveis ou até controlar esse sentimento para melhor sua saúde financeira.

Primeiro de tudo, despertar a consciência que algo está diferente de como você gostaria é a base. Para mudar algo você precisa querer mudar, saber como mudar e se dar a chance de mudar.

 

O segundo passo é experimentar técnicas de respiração, meditação, mindfulness etc. Técnicas que trazem sua mente de volta ao agora. Um estado de maior consciência e menos “E se eu fizesse”, “E se eu fosse”, “E se eu tivesse” etc.

E se você estiver produzindo menos do que deveria no trabalho? Mude as poucos seus hábitos, anote todos os dias as tarefas que devem ser realizadas e dê prioridade às mais importantes.

Durante a realização de uma tarefa, deixe o celular longe ou em modo avião.

Trace pequenas metas a serem concluídas antes de poder pegar no celular.

Podemos resumir isso em uma palavra: Autoconhecimento!

Conclusão

O medo de ficar de fora gera consequências perigosas. Manter hábitos nada saudáveis, vício em redes sociais, querer seguir o efeito manada comprando coisas desnecessárias são exemplos.

Além de influenciar sua saúde financeira.

Melhorar seu estado de consciência pode te ajudar muito a diminuir a influência desse sentimento. 

Praticar exercício de respiração, meditação ou mindfulness são algumas alternativas.

Quando se trata investimento ou finanças pessoais você precisa estar no controle! 

Juntos pela sua liberdade financeira.

Até breve

assinatura autor RDP

 

 

 

Fontes:

https://en.wikipedia.org/wiki/Fear_of_missing_out

http://www.marketoracle.co.uk/Article45801.html

https://papodehomem.com.br/estamos-viciados-em-ser-infelizes/

THALLER, Richard. Misbehaving, The Making of Behavioral Economics.

5/5 (2 Reviews)
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Rafael Dadoorian, CEA®

Rafael Dadoorian, CEA®

Especialista em Investimentos

Artigos relacionado:

Este post tem 4 comentários

  1. Excelente conteúdo! Gostaria também de te convidar a visitar também meu Blog, tem muita dica bacana lá, acredito que irá gostar muito. Sucesso!!

    1. Sem sombras de dúvidas é necessário tomar muito cuidado com o efeito manada e, que bom que você leu e entendeu a nossa mensagem.

      Aproveite e continue vendo o nosso conteúdo e blog.

  2. Eita que é bom demais! A gente mal pesquisa e já acha a informação, ainda mais vindo daqui, eu leio até o final sem piscar!!!

    1. Muito legal Ricardo que você conseguiu achar a resposta bem rápido e que gostou.
      Continue acompanhando o nosso conteúdo e aprenda mais conosco!!!

      😉

Deixe uma resposta

Novidades

Receba em seu email todas as novidades da Turnwise. E saiba antes de todos as novidades que vão te levar a conquistar sua liberdade financeira.